Viagem

Na viagem se pensa essas coisas...

Eu faço poesia
porque não quero ser eu
Não é que quero ser outro
só não quero ser quem sou

Fazer poesia pra mim
é quebrar-me a mim mesmo
é evaporar-me
volatilizar minha essência
e fazer dela uma com o todo

Vejo então, na poesia
que lá estou inteiro
lá está Deus, e seu filho
lá estão todos!
e não se reconhece bem de mal

Na poesia, se vê essência
mais que isso, existência
se encontra o caroço da pureza
a pura verdade sem começo
nem fim, nem antônimo

Só sei que é lá que quero estar
e quero você comigo.

Um dia pelo Rio

Mochila nas costas, poucas provisões, ânimo, um clima agradável (não muito quente) e algum dinheiro... Chegamos à Rodoviária do Novo Rio (ironicamente chamada por alguns de Velho Rio) às 5:30 da manhã, e deu-se início à nossa rápida aventura pela cidade do samba, dos morros, das praias e de muita história pra contar.

Divulgar conteúdo