Guerra

Um Conto (mais ou menos ali pelo fim do mundo)

Fitou o largo horizonte avermelhado, de sangue, ruína e fumaça. Seus olhos lacrimejavam, não de tristeza, mas do ar viciado das explosões que castigaram a atmosfera na última semana. "Foram dias de muita tensão", pensava, ao se recordar da tumultuada semana. Conflitos constantes, muitas baixas. Seus olhos agora corriam lentamente pelo terreno, buscando os próprios pés. Amigos partiram, levados pela crueldade da guerra. A visão embaça, num misto de emoção e poeira. Pisca demoradamente, fazendo rolar uma pequena lágrima, à correr pelo rosto sujo de fuligem.

Divulgar conteúdo