Dissertação

Advento

Em tempos de excesso, de compras, de chuvas, de festas, de calor, parece que sentimos este desconforto, o sentimento de que muito menos seria necessário. Porém, temos medo, não temos a coragem de João para nos despojarmos, não saberíamos celebrar com pouco, teríamos dificuldade em reconhecer que nossas expectativas são exageradas, que muitos dos nossos sonhos são feios e vorazes. Assim, podemos nos preparar para o Natal, reconhecendo nosso desconforto e preparando um caminho singelo, singular. Advento.

Sebastião Molina Sanches

Remember...

Apesar da grande correria de agora (sem tempo pra escrever muita coisa), não posso deixar de lembrar que hoje é 5 de novembro

Tiago da Costa

É uma coisa que normalmente não faço assim, à toa. Estou fazendo propaganda de um amigo, mas porque vale à pena mesmo. Conheci o Tiago no IPL 2007, e desde então estamos em contato. Ele é capixaba e pretende vir à São Paulo (SP), e precisa de oportunidades de trabalho como Designer Gráfico. Pra não ficar no blá-blá-blá, coloco aqui algumas das coisas que esse cara é capaz de fazer:

Coletânea do Curso de Férias 2008

Na semana passada, acontecia o Curso de Férias 2008, da região SP/MS da ABUB... Tempos de crises e descrises, muita reflexão, reviravolta interna. Muito bom, como sempre, ou como nunca, já que são sempre ímpares e incomparáveis esses momentos.

Lá pelo final, hora de publicar (no sentido literal da palavra) o que havia produzido durante o CF. Na quinta-feira, serenata romântica dos meninos, e no meio:

"De todos os vapores e vaidades
essa noite de estrelas escondidas
é o que eu mais queria
que fosse uma eternidade

E nesse encontro de corações

Esclarecimento sobre cópias e direito autoral

Do texto integral da lei:

 

"Art. 184. Violar direitos de autor e os que lhe são conexos:

Pena - detenção, de 3 (três) meses a 1 (um) ano, ou multa.

§ 1º Se a violação consistir em reprodução total ou parcial, com intuito de lucro direto ou indireto, por qualquer meio ou processo, de obra intelectual, interpretação, execução ou fonograma, sem autorização expressa do autor, do artista intérprete ou executante, do produtor, conforme o caso, ou de quem os represente:

Pena - reclusão, de 2 (dois) a 4 (quatro) anos, e multa.

§ 2º Na mesma pena do § 1º incorre quem, com o intuito de lucro direto ou indireto, distribui, vende, expõe à venda, aluga, introduz no País, adquire, oculta, tem em depósito, original ou cópia de obra intelectual ou fonograma reproduzido com violação do direito de autor, do direito de artista intérprete ou executante ou do direito do produtor de fonograma, ou, ainda, aluga original ou cópia de obra intelectual ou fonograma, sem a expressa autorização dos titulares dos direitos ou de quem os represente.

§ 3º Se a violação consistir no oferecimento ao público, mediante cabo, fibra ótica, satélite, ondas ou qualquer outro sistema que permita ao usuário realizar a seleção da obra ou produção para recebê-la em um tempo e lugar previamente determinados por quem formula a demanda, com intuito de lucro, direto ou indireto, sem autorização expressa, conforme o caso, do autor, do artista intérprete ou executante, do produtor de fonograma, ou de quem os represente:

Pena - reclusão, de 2 (dois) a 4 (quatro) anos, e multa.

§ 4º O disposto nos §§ 1º, 2º e 3º não se aplica quando se tratar de exceção ou limitação ao direito de autor ou os que lhe são conexos, em conformidade com o previsto na Lei nº 9.610, de 19 de fevereiro de 1998, nem a cópia de obra intelectual ou fonograma, em um só exemplar, para uso privado do copista, sem intuito de lucro direto ou indireto." (NR)

 

De Guilherme C. Carboni, advogado da ‘Tozzini, Freire, Teixeira e Silva Advogados’:


Além disso, a Lei 10.695/03 resolve definitivamente a polêmica questão acerca da cópia única para uso privado do copista, sem intuito de lucro, ao inserir o parágrafo 4º no artigo 184, que exclui tal prática, de forma expressa, da incidência das penas previstas nos parágrafos precedentes. Portanto, copiar obra integral, em um só exemplar, para uso exclusivamente privado, sem intuito de lucro, não é tipificado como crime.

 

A teoria e a prática

É muito comum ouvir, nas mais diversas áreas da vida, que a prática é muito mais importante que a teoria. Frases como "Na teoria, funciona, mas na prática não", "Chega de teoria", "Não adianta nada saber a teoria" exaltam um sentimento muito comum na pós-modernidade, que é o cansaço e a desistência com relação à profundos ensaios teóricos. Já está interiorizado, e fazemos sem pensar (aliás, o próprio "fazer sem pensar" é parte disso), mas nunca é tarde para refletir sobre isso.

Documento nº 3154

Assunto: Sobre os Evchan e Nevchan

1-) Introdução
Segundo a pesquisa psicomelodramatoarqueológica, segue-se o que já foi documentado à respeito do tema


2-)Indisposições Iniciais
Segundo relatos ouvidos, um tipo aparentemente comum, conhecido como Garry Jones tem aptidões que praticamente transcendem o que se considera humano. Suas aparições, entretanto, são raras e sempre diferentes. Após longos anos de busca, finalmente conseguiu-se localizar o indivíduo, objeto deste estudo, em Nova York. Ele se auto-denomina um "ever-changing" (doravante denominado Evchan), e por isso é sua característica mudar (exterior e interiormente) com frequência e dramaticidade. No momento da sua localização, ele estava num processo que ocorre à cada 10 anos. Neste, ele se encontra com um semelhante, que ele denomina um "never-changing" (doravante denominado Nevchan). Segundo ele, os dois coexistem complementarmente, e o último tem como característica sua estabilidade, opondo-se ao primeiro.

3-)Material
De maneira à apresentar o material bruto, segue-se um extrato aproximado desse diálogo entre o Evchan e o Nevchan:

Evchan: Faz tempo...
Nevchan: É verdade, você mudou...
E: Você sempre diz isso!
N: É a minha natureza...
E: Sim, eu sempre mudo, mas você sabe que existe algo na minha essência que também nunca muda.
N: Sim, é verdade, nesses encontros isso fica mais evidente.
E: Durante esse tempo, em alguns dos 'estágios' na qual eu refletia sobre as coisas (não eram todos), pensei muito sobre quem somos, nossa origem, nossa natureza.
N: Você não fazia isso.
E: É, claro, essa é uma vantagem, eu sempre mudo. Sempre conheço pessoas novas e...
N: As ama pelo tempo que durar sua fase, apenas...
E: Você sempre acha que sabe como me sinto... Em parte isso é verdade, mas EU conheço o mundo...
N: E não consegue conhecer à si mesmo.
E: Pois é aí, meu amigo imutável, que você se engana. É impossível que eu seja todo relativo, pois se fosse, como explicar a própria imutabilidade da minha natureza de Evchan? Acontece que tenho descoberto que esse não é o único absoluto em minha vida.
N: E quais são os outros?
E: Por quê você sempre ouve o que digo e se importa comigo?
N: Porque se deixasse de amá-lo, estaria contrariando minha própria natureza. As pessoas o amam somente enquanto dura uma fase sua, e depois deixam de amá-lo, pois não conhecem aquilo em você que nunca muda. Eu conheço, e por isso o amo, e isso condiz com minha natureza.
E: Pois meu amor parte exatamente dessa parte sólida dentro de mim, porque seu amor constante e sua estabilidade me tornam seguro, e minha viagens e fases apenas confirmam a profundidade do seu amor pela minha essência imutável, e me fazem respondê-lo
N: É, você não costumava falar isso.
E: Não estrague o momento com essas suas piadinhas de sempre.
N: Desculpe, é inevitável, mas me conte o que de novo trás do mundo.
E: Bom, você sabe, eu sempre me envolvo com humanos por curtos períodos de tempo. Como você disse, ele me amam apenas por uma fase. Já você constrói longas amizades na sua velha casa de sempre.
N: Sim, bons amigos...
E: Mas encontrei alguém diferente. Alguém que ultrapassou fases diferentes.
N: Interessante, e você parece ter encontrado algum sentimento igualmente transcendente.
E: Sim, exatamente. Estou concluindo que ela é alguém como nós...
N: Quer dizer que existem mais pares como nós? Bom, é claro, isso não muda minha situação...
E: Como sempre...
Talvez seja uma Evchan, e por ter a mesma essência imutável dentro de si que me ama e a qual eu amo.
...
Espere, você disse que isso não muda sua situação, mas se isso me afeta, naturalmente...
N: ... irá me afetar também.
Sim, mas continuarei um Nevchan e você um Evchan.
E: Claro, não tinha percebido, mas aquilo que não muda em mim é parte de você e...
N: ... o que muda em mim é parte de você em mim. Sim, existimos para nos complementarmos, nos amarmos...
E: ... e a consequência é que somos um parte do outro, e a existência se confunde...
N: ... porque na verdade somos um...
E: Cada conversa nossa...
N: ... é diferente e singular.
E: Eu sempre gosto delas.
N: Boa sorte com sua nova 'descoberta'
E: Te vejo em outros 10 anos.

4-)Conclusão:
A este ponto, o estudo se tornou desnecessário em face da futilidade da vida humana ridiculamente esquecida de si mesma, e será prosseguido quando o conhecimento atingir níveis desinteressantes da alma incomensurável.

Só a loucura nos libertará

Não não, gente... Não é uma frase de Nietzche, nem a citação de outro filósofo doido. Não é nada vindo de um sábio do monte também.

Estava nesse fim-de-semana em Riberão Preto, onde aconteceu o Conselho Regional da ABU - Região SP/MS. Um encontro meramente administrativo, alguns podem dizer. Eu diria, construtivo. É nosso canteiro de obras, e pessoas se cansam e têm preguiça de ir ao canteiro de obras colocar seu tijolinho. Mas não é bem disso que quero falar.

Como sempre, o CR foi "metade de mim, agora é poesia, o verbo e a saudade, do outro a luta, força e coragem pra chegar no fim". Nosso movimento, acima de tudo, é uma família. Somos muito longe de ser perfeitos. Não sabemos nada, não fazemos nada direito. Mas estamos dispostos a continuar. O remanescente fazendo missão. Um novo ânimo. Ao voltar para casa, me senti como na volta do Missão 2006, à mais de um ano atrás. Olhava para as nuvens, no silêncio da viagem. Ouvia as tranquilas canções de Dago Schelin, a ecoar:

"Ó, meu Jesus, quero tanto
Ser um canto a ressoar
Sua voz, suas palavras,
Os seus passos quero pisar"

O chamado, a comissão... A lição nós já sabemos decor. A obra nasceu no coração Dele, e é dele. Nosso chamado a participar dessa obra é, na verdade, uma revolução, uma subversão. É um convite à loucura!

Que ele nos lembre disso, e nos capacite a continuar fazendo sua obra, cumprindo nosso papel e levando amor ao mundo universitário.

À propósito, a frase do título eu vi durante a viagem, num parachoque de caminhão... A sabedoria andando nas trilhas de um simples camioneiro... Parece com isso aqui?

"Pelo contrário, Deus escolheu as coisas loucas do mundo para confundir os sábios; e Deus escolheu as coisas fracas do mundo para confundir as fortes;" 1 Coríntios 1:27

... Afinal, o quão sábios somos?

Grande abraço a todos!!!

Santos, a TV, e a vida que passa...

Não, não estou falando do Santos FC, para os fanáticos por futebol. Recentemente foi realizada pela segunda vez no Brasil a campanha "Desligue a TV". A proposta: Substituir o uso abusivo da televisão por atividades culturalmente e fisicamente mais sadias. Não é uma campanha contra emissoras monopolizadoras e manipuladoras. Não é uma jogada de marketing. Não saia por aí com uma marreta para "libertar" as pessoas. De fato, a muito tempo não ligo a TV. E não sinto falta dela. Entretanto, os efeitos nocivos do excesso na frente da telinha são inegáveis, principalmente com relação à alienação do povo brasileiro. Segue um pequeno poema para acompanhar o desenho macabro acima (por sinal, de minha autoria..)

 

Os Santos Estão ocupados

Os Santos Estão irreconhecíveis

Os olhos já cansados

Os olhos ainda fitam

Fique atento

A qualquer momento

Novas informações de como caminha

Aquele velho e conhecido mundo

Te diremos o que quer e o que sabe

Nada acrescentaremos

Mas somos divertidos

Não se esqueça de nos ver

Não vá embora

Não pense!

Não reflita nada

Além do reflexo de nosso vidro

Temos o que você precisa

O amanhã, temos a programação

Somos resposta

Do anseio profundo

Que você tem

De saber

De conhecer

De ganhar o mudo

E perder a alma

Pra quê alma?

Esqueça tudo

Pegue seu controle

Controle o mundo inteiro

Sente-se e...

Morra feliz!

 

Os olhos estão vermelhos de sangue

Os olhos ainda estão fixos

Os santos já não têm face

Os santos dormem envoltos em luz azul.

 

 

Um grande abraço a todos!! Ps.: Agora saia da frente do computador, e vá ler um livro, jogar um jogo, passear por aí... :D

Mulheres e os tempos...


Dia Internacional da Mulher...

Meus parabéns à todas (atrasado)... Que possamos nos lembrar do quanto sofreram, e ainda sofrem, as mulheres por serem discriminadas, exploradas, abusadas e menosprezadas...

"Não há judeu nem grego; não há escravo nem livre; não há homem nem mulher; porque todos vós sois um em Cristo Jesus."


Carta do apóstolo Paulo aos Gálatas
(Capítulo III, v 28)


O antigo poema que estava no Orkut (não tem a ver com a data!):

"Que belas estrelas
Iluminam as telas
Que na imensidão
Do vazio cheio
Da amorosa Existência tripla,
Pintam as maiores maravilhas
Das menores vidas,
Que de velhas se fazem novas,
De Amor,
Paz,
Glória eterna,
Vocês, nós...
Nós."

Divulgar conteúdo