Poesia

Quarta-feira das cinzas...

Dia de descanso, do corpo. O acampamento da igreja, mais do que qualquer coisa, me fez sentir parte desse grupo de pessoas, que cada vez mais percebe sua aventura na Terra. Lutarei com minha força, me cansarei, usarei o ódio como espada, e ferirei com minha ingratidão. Sem valor, independente de Deus, virarei o rosto para o leão, e renunciarei a valentia. Ainda assim, a marca jamais perderei, e seguiremos nosso caminho pedregoso, fingindo ser quem não somos, mas sabendo que seremos. Laços cada vez mais fortes nos únem, nos fazem um. É bom saber que tem gente que nos inspira com sua transparência, como o Tio Afa. "Você pode me chamar de sonhador, mas eu não sou o único"(Lennon). Gente que cresce por dentro, sem ninguém ver, e floresce surpeendentemente, lembrando-nos que enquanto fugimos da responsabilidade, Deus trabalha mesmo assim. Nosso quarteto da sorveteria, e muitos outros. Espero que continuem crescendo, continuem reformando a si mesmos e uns aos outros (me incluindo nesse processo). À todos:

"Como arroz e feijão, a perfeita combinação, soma de duas metades. Como arroz e feijão, que só se encontram depois de abandonar a embalagem. Mas como entender que os dois, por serem feijão e arroz, se encontram só de passagem? Me jogo na panela, pra nela eu me perder. Me sirvo à vontade, que vontade te vos ver. O dia do prato chegou, é quando eu encontro vocês, nem me lembro que foi diferente. Mas assim como veio acabou, e quando eu penso em vocês, choro café e vocês choram leite." (Fernando Anitelli, modificado)

E pra terminar, uma poesia que saiu ao observar um pardal perto de mim no "Bom Dia, Espírito Santo"...

Canta o pequeno pardal
Conta aos quatro ventos
As aventuras deles
Ao invés de viajarem pelo mundo
Abriram as portas
Do perigoso castelo
Que em cada montanha
Do ser humano
Jaz imponente

Feliz o que arrisca tudo
Para limpar o coração
E de castelo em castelo
Caminhamos maltrapilhos
Conhecemos mundo
Sem ir além de nossos vizinhos
Caminhamos sem saber o caminho
Só seguindo o facho mortal
Que deixamos nos invadir
Refletindo por todos os cantos
Chutando as banquetas
Que nos serviam de apoio
E que disseram outrora
"Te levarei ao céu"

Um grande abraço, já sinto saudades de todos... Em breve nos veremos...

O IPL acabou...

...mas não acabou! Primeira semana, saudosismo, segunda semana, saudosismo consolado e conformado, troca de figurinhas, silêncio reflexivo. De volta à imperfeição da realidade. Novo ano, novas pessoas, novos desafios. Amigos. Muitos estão distantes, mas próximos (vocês sabem). Conversas, consertos. Continuar navegando e descobrindo novas terras. Viajar sem sair do quintal. Às vezes saindo um pouco.

"Somos dois
Longe
Aos gritos
Abismo nos separa
De onde veio?
Cresceu à noite
Enquanto dormia
E sonhava ser deus
Agora sou metade
E a meta é ser inteiro
Que grande vaidade
Me enxerguei nesse janeiro
Mas taí o inteiro
Que nunca foi terço
Se faz ponte entre as metades
Unindo preto com branco
Eu comigo mesmo."

De volta ao planeta / Back to Earth

english

Bom, estive fora por 20 dias, participando do encontro de capacitação nacional de lideres da Aliança Bíblica Universitária, o Instituto de Preparação de Líderes. Grande coisa.... Sério, foi um encontro que me marcou profundamente. Minha vida recomeçou. Não foi uma experiência apenas, nem um sentimento. Foi uma marca mesmo. Desde o primeiro até o último dia, fui confrontado comigo mesmo. Através de Deus, eu me conheci de verdade. Agora sim tenho consciência do que sou, e isso só me leva a me humilhar e tratar aos outros muito melhor. Pude reconciliar muitas áreas da minha vida com Cristo, os relacionamentos principalmente. Agora mesmo estou meio perdido, vou passar algum tempo revendo o que aprendi, especialmente o que Deus me falou nos momentos de silêncio reflexivo. Daí vou colocando algumas coisinhas por aqui. Por hoje, fica esse sentimento de saudade de todos os amigos que fiz do Brasil inteiro, e uma poesia, expressão pela qual estou apaixonado depois desse encontro.

Um abraço de amor à todos

"Alegria
Alegria
Que corre solta
Toma banho de chuva
Vem e vai como vento
À todos os diversos seres
Dentro de nós
Inunda e cativa.
Tece fio que não quebra de novo
E descansa na paz
Dança
Sem hora nem compasso
E depois de embaixar
Vem e diploma
O mais triste
Em mensageiro

Luz da manhã
Do sol libertador
Da vida que não se deixa entender
Do homem que não se consegue matar
Do Criador que não se pode esconder
Do tecelão que,
Sem perguntar
Já vai perguntando e costurando
Dói a agulha,
Mas nova roupa se faz
Ainda melhor que a velha

O perdedor recebe a medalha
O caco vira vaso
O abandonado tem família de milhões
A vida morta, com a morte viva
Torna a vereda torta em altiva

Como pode um peixe vivo
Viver fora d'água fria
Como poderei viver
Sem a Tua companhia
Como pode teu filhinho
Viver sem a alegria
Como poderei viver
Sem a tua
Sem a deles
Sem a nossa, a vossa, a minha
Sem a Tua companhia."



Well, I've been away for 20 days, on a meeting for leader training fom Aliança Bíblica Universitária (part of International Fellowship of Evagelical Students)... As if it was great thing... Seriously, it was something that deeply hit me. My life restarted. It was not just the experience, or just a feeling. It was a mark. From the very first day till the last day, I was confronted with myself. Trough God, I met myself for real. Now I'm conscious of who I am, and that only makes me humiliate myself and treat others a lot better. I could reconciliate with Christ several areas of my life, specially the relationships. Right now I'm a bit lost, and will be spending some time reviewing what I learned, specially what God talked to me in the moments of silence. I'll be posting some stuf here. Today, I miss all the friends I've made in from the whole country. I'll leave a poem, which is impossible to translate... sorry, I tried...

Love to all!

Bem vindos! Welcome! Willkommen!

english

Bem vindos!

Resolvi inaugurar um blog. Mas pra quê? Pra escrever, é óbvio. Ele não está em construção, mas em constate desenvolvimento. Não tenho compromisso de atualizá-lo constantemente e também não vou ficar incomodando ninguém pra entrar e comentar quando não há nada pra se comentar. Meu objetivo é só publicar idéias, pensamentos e talvez sentimentos.

Estive lendo Apocalipse nas últimas 2 semanas. Terminei hoje. Não tenho palavras pra expressar esse livro. Todos devem lê-lo e relê-lo. Não se trata de uma viagem lunática ou de uma astrologia. Não é uma profecia sem sentido ou um conjunto de números a serem estudados para se descobrir onde vai ser o Armageddon e quem é a Besta. Não. É uma revelação à todos. Não se deve ler rapidamente desconsiderando os detalhes e esperando ouvir sussuros do além, mas também não deve ser lido como uma descrição detalhada literal do fim dos tempos. Para um cristão, a Bíblia e tudo que nela está contido (já que nós mesmos estamos dentro...) têm total relevância HOJE. A Bíblia não é um conto de fadas e nem um caderno de astrologia. Ela conta uma história que está acontecendo agora. É bom ler o script pra se adequar aos personagens que queremos, naturalmente.

O mais interessante é que estava lendo juntamente com Apocalipse o livro de Isaías, onde as profecias são de certa forma parecidas. Claro que Isaías é mais poético, mas na história de Isaías, faltava alguma coisa, sim, que ainda tinha que vir. O mistério ainda não tinha se revelado. Como no comecinho da carta escrita aos cristãos Hebreus, Deus falava pelos profetas, mas ainda de maneira incompleta. O derradeiro profeta, cuja superioridade é descrita nesse livro, é também o Cordeiro de Apocalipse. Sim, a palavra Cordeiro aparece inúmeras vezes em Apocalipse, o sacrifício definitivo. Deixo o resto para os leitores refletirem.

"Digam a eles,
os opressores, os injustos,
os assassinos, os mentirosos,

Digam a eles,
os fracos, os pobres,
os oprimidos e cegos.

Um dia de justiça ainda virá
Amanhã vai ser maior!"




Welcome!

I decided to start a blog. Why? To write, obviously. It's not under construction, but under constant development. I don't commit myself to update it allways and I also won't bother anybody to come and comment when there is nothing to comment. My goal is to post ideas, thoughts and maybe feelings.

I've been reading Revelations in the past 2 weeks. I finished it today. I don't have words to express this book. Everyone must read it several times. It is not about a crazy trip or astrology. It is not a nonsense profecy or a compound of numbers to be estudied so one can find out the place where Armageddon will happen or who is Beast. No. It is a revelation to us all. You shouldn't read it quickly without paying attention to details, just wating for a whisper of beyond, but also shoudn't read it as a detailed literal description of the end of times. For a christian, the Bible and all what is inside it (since we ourselves are...) has complete relevance TODAY. The Bible is not a fairy tale nor an astrology article. It tells a story that is happening now. It's naturally wise to read the script so we can adequate ourselves with the characters we want to play.

The most interesting is that I was reading this book along with the book of Isaiah, in which the profecies are somehow similar. Of course Isaiah is more poetic, but in Isaiah's story, something was missing, yes, something yet to come. The mistery hadn't been revelated yet. Just like in the beginning of the letter to the Hebrews, God spoke trough prophets, but in an incomplete manner. The definite prophet, whose superiority is described in this book, is also de Lamb in Revelations. Yes, the word Lamb shows up in Revelations several times. I leave the rest for the readers.

"Tell them,
the opressors, the unfair,
the murderers, the liars,

Tell them,
the weak, the poor,
the opressed and blind.

A day of justice will still come
Tomorrow will be greater!"

Divulgar conteúdo